quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Dermatite alérgica em animais: Um problema a ser solucionado


Um dos problemas de saúde mais comuns entre cães e gatos são as doenças de pele. Cerca de 40% dos casos atendidos em clínicas veterinárias para animais de pequeno porte são decorrentes de problemas dermatológicos e, dentre eles, o mais comum é a dermatite alérgica.

Os animais que apresentam dermatite ficam muito inquietos coçam e esfregam a pele prolongadamente chegando a formar feridas, o que incomoda muito aos proprietários que não conseguem conviver com o sofrimento do animal

“A dermatite é uma inflamação das camadas superficiais da pele que é acompanhada de bolhas, vermelhidão, inflamação, supuração, crostas, escamação e, freqüentemente, prurido, podendo ocorrer espessamento e mudança de coloração.”, explica a médica veterinária Dra. Ivana Carvalho.

As dermatites alérgicas possuem vários fatores desencadeantes e diversas formas de expressão, sendo que a mais freqüente é a dermatite alérgica por picada de pulgas, em que a saliva da pulga, inoculada no momento da picada, desencadeia um processo inflamatório localizado predominantemente na região lombar do animal; em segundo lugar vem a dermatite alérgia atopica, proveniente de inalantes (ácaros, bolores e pólen) que se manifesta por um processo inflamatório generalizado na pele; e em terceiro lugar temos a dermatite alérgica alimentar, em que o animal se sensibiliza com alimentos de origem protéica (carne bovina, frango e peixe), manifestando processo inflamatório generalizado da pele, acompanhado ou não de distúrbios digestivos como fezes amolecidas, produção excessiva de gases entre outros sintomas.

De acordo com a médica veterinária, Ivana Carvalho, os pets alérgicos apresentam a pele seca e como prevenção, alguns cuidados são necessários, entre eles banhos rápidos com água morna, utilização de shampoo umidificante e manipulação suave da pele evitando o excesso de fricção durante o banho.

Em sintonia com a aflição dos donos de cães e gatos que sofrem com este problema, a foi lançado no mercado o Shampoo Hipoalergênico Pet Society, dermatologicamente e oftalmologicamente testado para animais de pele sensível. Indicado como coadjuvante no tratamento dermatológico pela ação dos Polifenóis derivados da Hortelã, que confere alívio e refrescância à pele irritada, e pela ação do D-Pantenol, que promove a recuperação gradual da pelagem.

Para evitar o aparecimento de problemas dermatológicos a higiene dos pelos com produtos desenvolvidos para cães e gatos é essencial, como já dissemos a cima, escovação diária do pelo e a limpeza dos objetos de uso diário. Outra dica é não permitir que ele fique perto de outros animais de origem desconhecida que apresentam muitas falhas na pele, pois ele pode se contaminar só de chegar perto.

Vale ressaltar ainda que a dermatite alérgica pode ser controlada na maioria dos casos. Cabendo ao médico veterinário orientar os proprietários sobre os fatores que podem agravar ou gerar crises, definir o tratamento a ser empregado, reforçar a barreira epidérmica com nutrição adequada e complementos vitamínicos, além de estabelecer uma rotina preventiva de higiene e manutenção da pele e da pelagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário