sábado, 5 de novembro de 2011

Fato e foto ....que nos fazem pensar !

No dia de São Francisco de Assis, na Itália,Padre Tomaz faz um gesto simbólico que comoveu o mundo!




Relato:

Chico Xavier tinha uma cachorra de nome Boneca, que sempre esperava por ele, fazendo grande festa ao avistá-lo.

Pulava em seu colo, lambia-lhe o rosto como se o beijasse.

O Chico então dizia :

- Ah Boneca , estou com muitas pulgas !!!!

Imediatamente ela começava a coçar o peito dele com o focinho.

Boneca morreu velha e doente. Chico sentiu muito a sua partida. Envolveu-a no mais belo xale que ganhara e enterrou-a no fundo do quintal, não sem antes derramar muitas lágrimas.

Um casal de amigos, que a tudo assistiu , na primeira visita de Chico a São Paulo, ofertou-lhe uma cachorrinha idêntica à sua saudosa Boneca.

A filhotinha, muito nova ainda, estava envolta num cobertor, e os presentes a pegavam no colo, sem contudo desalinhá-la de sua manta.

A cachorrinha recebia afagos de cada um.

A conversa corria quando Chico entrou na sala e alguém colocou em seus braços a pequena cachorra.

Ela, sentindo-se no colo de Chico, começou a se agitar e a lambê-lo.

- Ah Boneca , estou cheio de pulgas !!! disse Chico

A filhotinha começou então a caçar-lhe as pulgas e parte dos presentes, que conheceram a Boneca, exclamaram: "Chico, a Boneca está aqui, é a Boneca, Chico !! "

Emocionados perguntamos como isso poderia acontecer.

O Chico respondeu :

- Quando nós amamos o nosso animal e dedicamos a ele sentimentos sinceros, ao partir,
os espíritos amigos o trazem de volta para que não sintamos sua falta. É, Boneca está aqui, sim, e ela está ensinando a esta filhota os hábitos que me eram agradáveis.

Nós seres humanos, estamos na natureza para auxiliar o progresso dos animais, na mesma proporção que os anjos estão para nos auxiliar.

Por isso, quem chuta ou maltrata um animal é alguém que ainda não aprendeu a amar.
Não importa se eles habitam nossa casa, se estão nas ruas, nas praças... eles necessitam tanto de um sorriso, de um carinho de um olhar, de amor, de compaixão...Você viveria sem amor?

Eu, confesso que, já teria morrido de tristeza...necessito tanto do vosso carinho, da vossa troca, bem como, necessito de vosso olhar amoroso nessa tela, seja da boneca do Chico, seja do gato do vizinho, ou do cachorro perdido na praça...
Necessito do vosso gesto, do vosso amor, da vossa Luz.

Um fraterno abraço e que o destino de todas as Bonecas, não só as do Chico, retornem aos seus lares junto ao amor de seus donos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário